Cuiabá, 28 de Maio de 2017

Cidades

Família não acredita que agrônomo tenha fugido

Por: Patricia Xavier
Fonte: Da redação

Foto de Reprodução

O agrônomo Eder Tadeu Maciel, de 28 anos, continua desparecido, desde o dia 05 de maio. Até o momento, a última informação repassada é de um fazendeiro, que relatou ter visto o agrônomo pedindo carona na estrada após ter sido assaltado.

A irmã de Eder, Fernanda Maciel da Silva, não acredita na hipótese levantada pela polícia, de que ele estaria fugindo. “Estamos achando isto muito estranho. Ele não era alguém que sumiria de propósito. Acho que a policia trabalha na tese de que ele fugiu. Ele tem duas filhas, não ia fazer isto. A história está muito mal contada. Não sabemos o que está acontecendo”, disse a irmã, que mora na cidade de Sertãozinho, em São Paulo.

Fernanda relatou que a família está muito angustiada e sofrendo sem notícias do agrônomo.  Eu moro longe, eles que moram próximos estão tentando tocar a vida, tem duas crianças para cuidar. Não sabemos nem o que fazer. Ele tem duas meninas, uma de 11 meses, e a de quatro anos. A maior sempre pergunta pelo pai e dizemos que está viajando. Daqui a pouco ela vai perceber”, contou.

A irmã pede que se alguém tiver qualquer informação de Eder que ligue para a Policia Civil no 197 ou no celular: (16) 9. 9605-5999.

A delegada responsável pelo caso, Luciana Canabrava, informou que já falou com todos que deveriam ser ouvidos. "Nós continuamos com as buscas, mas continuamos sem nenhuma informação. Vamos continuar investigando o caso”, garantiu.