Cuiabá, 22 de Agosto de 2017

Política

Santos nega ter recebido verba da AL e solicita certidão de pagamento

Por: Patricia Xavier
Fonte: Da redação

Foto de Reprodução

O deputado licenciado Wilson Santos (PSDB), atual secretário de Estados de Cidades (Secid), negou que continua recebendo, mensalmente, o valor de R$ 65 mil referente à verba indenizatória paga aos parlamentares da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT).

A acusação foi feita pela deputada Janaina Riva (PMDB) na sessão desta quarta-feira (17), durante uma discussão acirrada com o também deputado Jajah Neves (PSDB). Na ocasião, a parlamentar denunciou que o suplente de Wilson, que ocupa a cadeira do titular, estaria repassando a verba de gabinete para o secretário, o que é considerado ilegal.

Por meio de nota, Wilson Santos disse ter recebido as acusações "com absoluta tranquilidade". No entanto, o político garantiu que irá solicitar à Assembleia Legislativa que emita uma certidão demonstrando para quem foi paga a verba indenizatória no período que se afastou para assumir a Secid.

Santos sugeriu ainda "que a deputada Janaína Riva colha o depoimento sobre o assunto não só do deputado Jajah Neves, mas também do atual presidente do Tribunal de Contas do Estado (TCE-MT), Antonio Joaquim, que foi seu suplente na Assembleia no ano de 1993, e ainda o membro da igreja Assembleia de Deus e ex-deputado José Magalhães, o qual também assumiu como seu suplente em 2000 no cargo de deputado federal", trecho da nota.

Wilson reforçou ainda que sua trajetória política é um exemplo de seu perfil de trabalho e “mostra sua seriedade no trato com o dinheiro público”.