Cuiabá, 21 de Novembro de 2017

Política

Irmão de prefeito ameça dar um tiro na cara de uma mulher em Leverger

Fonte: Assessoria

Foto de Reprodução

João Bosco Carvalho e Filho, ex-secretário obras de Santo Antônio de Leverger e irmão do prefeito Valdir Castro Filho (PSD), mais uma vez tem o nome envolvido na Polícia por ameaça de morte, desta vez, a vítima foi a jovem Mayara Roberta da Silva Correia, de 32 anos, que humilhada e aterrorizada foi registrar um Boletim de Ocorrência na Delegacia a cidade. 

Mayara relatou no B.O. que a confusão aconteceu depois que cancelaram a consulta médica de sua filha, ela teria avistado o irmão do prefeito, o JB, e teria questionado o porquê da falta do médico, e que ele teria respondido de forma grotesca, informando que o médico teria sido demitido porque estava roubando duas horas. Indignada com a situação, Mayrara questionou: “Tanta gente roubando na Prefeitura, teria que mandar logo um médico que atende a população embora”?

Segundo a vítima, após o questionamento, o João Bosco teria começado a fazer as ofensas, com palavras de baixa calão (palavrão), chamando a moça de “gorda nojenta” entre outras ofensas, e por final, ainda fez a ameaça, falando que iria dar um tiro na cara de Mayara e mais duas pessoas que estavam no local.

“Ele tentou por várias vezes entrar no carro para supostamente pegar uma arma, o motorista que o acompanhava não permitiu, a coisa foi tão feia, que para JB ser impedido de pegar a arma, ele teve a camisa toda rasgada”, relatou a vítima.

O pai da vítima procurou a Rádio no município, onde relatou o fato, mostrou toda sua indignação e disse: “se ele der um tiro na minha filha vai acabar com a minha vida, porque vou atrás dele até o inferno, o JB dizia que quem mandava na cidade era o prefeito, irmão dele que já ganhou a reeleição e que iria resolver isso”, relatou o pai da vítima.

A cidade de Santo Antônio de Leverger, localizada a cerca de 35km da Capital, vive momentos de pânico e terror por falta de ação da justiça, já que o irmão do Prefeito Valdir, João Bosco está usando do status da família para ameaçar as pessoas que vão contra as suas opiniões. Só neste ano já é a segunda vez que ele se envolve em discussões e ameaça contra a vida das pessoas. Quando ele ocupava o cargo de secretário de obras do município, um senhor que teria ido fazer uma cobrança, também passou por momentos de terror, com uma arma empunhada por JB apontada para seu corpo.

De ponta a ponta do município a fama da família do prefeito Valdir Castro só cresce, com este regime coronealista, onde predomina o uso da arma de fogo, ofensas e terrorismo contra os mais fracos da sociedade santo-antoniense. Cabe agora, uma ação eficiente da Polícia Civil, juntamente com a Polícia Militar e o Ministério Público, investigar e punir rigorosamente o acusado, caso seja comprovada a irregularidade, o que não pode, é deixar como está, ou será que Santo Antônio de Leverger é uma terra sem Leis, onde todos terão que andar armados e que sobreviverá os mais fortes?